Aprendendo de forma eficaz

Qual é o teu estilo de aprendizagem?

 

Cada um de nós tem a sua forma de aprender. Vários factores como a nossa formação educacional, personalidade, cultura, determinam a nossa forma de aprender.

 

Alguns são analíticos, indivíduos que gostam de se concentrar nos detalhes da língua. Gostam de aprender regras gramaticais, e gostam de desmontar a língua. Por outro lado, existem indivíduos que não se preocupam tanto com os detalhes, querem transmitir uma ideia e o discurso não precisa estar gramaticalmente correcto.

 

Devo conhecer o meu estilo?

 

Sim, conhecer o teu estilo particular ajuda-te a utilizar os teus pontos fortes e isso aumenta a tua eficiência. Também começas a perceber o motivo de alguns aspectos da aprendizagem parecerem mais fáceis ou agradáveis do que outros e assim podes procurar fazer as coisas de um jeito que fazem sentido para ti.

 

Os 4 estilos de aprendizagem

 

Existem várias formas de definir e categorizar estilos de aprendizagem. Neste post eu utilizo o modelo desenvolvido por Neil Fleming, o modelo VARK (Visual, Auditory, Reading and Writing, Kinesthetic). Vejamos as características de cada estilo e a melhor forma de os utilizar.

 

    1. Visual – Alunos visuais geralmente adoram ler e preferem ver as palavras e as letras à sua frente. Além disso, gostam de fazer ligações linguísticas olhando para flashcards ou fotografias. Estes conseguem aprender e memorisar quando estimulam a visão.
    2.  

    3. Auditory – Os alunos auditivos adoram aprender através do som, preferem aprender ouvindo. Não precisam de ver as palavras por escrito e gostam de interagir e conversar com os outros. Os alunos auditivos aprendem melhor quando a informação é apresentada através de conversas, palestras, debates de grupo, actividades de grupo que requerem a explicação de ideias por parte dos colegas, também podem beneficiar da repetição das aulas, de gravações, podcasts etc.
       
    4.  

    5. Reading and writing – Para um aluno que aprende melhor quando lê ou escreve é bom descrever coisas através de declarações escritas, fazer questionários escritos sobre os tópicos, leituras guiadas, e exercícios de escrita. Assistir filmes com legendas funciona muito bem.
    6.  

    7. Kinesthetic – Os alunos cinestésicos gostam de se movimentar, ser fisicamente activos enquanto aprendem. Não gostam de se sentar durante longos períodos de tempo e necessitam algumas pausas. Esses alunos preferem aprender fazendo, e gostam de poder colocar o que aprendem em prática. Os alunos cinestésicos aprendem melhor quando a informação é apresentada através de experiências pessoal, prática, exemplos ou simulações. Por exemplo, podem lembrar-se de uma experiência recriando-a eles próprios.
    8.  

 

Qual é o teu estilo?

 

Atenção!

Ter um estilo de aprendizagem predominante não significa que não podes aprender usando outros estilos de aprendizagem. Nenhum estilo é geralmente melhor do que outro e não podemos fazer muito para mudar a forma como preferimos aprender.

 

O mais importante para facilitar a aprendizagem de uma língua é saber como utilizar os vários estilos, técnicas de ensino e métodos. Um único aluno pode aprender melhor com uma abordagem num certo exercício e com outra para um exercício diferente, o conteúdo influencia a abordagem. Quando um aluno é tido como um “tipo” particular de aluno, e as suas aulas são todas preparadas tendo isso em mente, ele pode estar a perder outras oportunidades de aprendizagem com mais hipóteses de sucesso. Os alunos são mais bem servidos quando vários estilos são utilizados numa aula.

 

É importante que os professores percebam os estilos de aprendizagem e saibam usar técnicas de ensino. Uma coisa muito importante para nós aqui no TEA é a sensibilidade. Procuramos saber tudo que nos permite propor um plano feito à tua medida e durante as aulas, a personalização e o acompanhamento continuam. No outro dia tivemos uma aula aberta com a Denise Chicola, empreendedora digital e aluna do TEA. A conversa é super útil para perceber o nosso método.

 

Queres marcar uma introsession? Entra em contacto connosco aqui.

 

Já aprendes inglês connosco, como tem sido a tua experiencia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos Recentes

Mistake

mis·take (mĭ-stāk′ or mɪˈsteɪk) noun.

Segue-nos no Facebook

Whispers TEA

Todos os meses uma palavra nova, numa mensagem nossa, como um sussurro ao ouvido.

Subscreve a nossa newsletter

×